O Lavador de Carros

08:17

Um texto sobre a importância dos sorrisos


Esses dias eu não estava me sentindo muito bem. Nada de mais mesmo, apenas mais um daqueles dias em que nada parece estar no lugar certo e ninguém parece estar onde deveria. Um sentimento comum para alguém que, como eu, tem alguns momentos de lucidez profunda e escuridão repentina. Queria de alguma forma procurar alguém, alguma coisa, qualquer coisa que me fizesse sentir bem. Minha casa estava me sufocando. Peguei a coleira do meu cachorro para fazer um agrado ao bichinho, desci pelo elevador e andei um pouco tentando clarear as ideias. Não sei muito bem o que eu esperava que acontecesse. Mentira. Sei sim. Tinha a ilusão de que alguém que estivesse andando na rua naquele mesmo momento fosse me parar, olhar em meus olhos e perceber aquela tormenta. Ou talvez esperasse que alguém erguesse os olhos de qualquer que fosse o aparelho eletrônico que estivesse usando e sorrisse. Um sorriso às vezes faz toda a diferença.
Sempre procuro sorrir para as pessoas, espalhar um pouquinho de gentileza, mesmo naqueles dias em que eu mesma estou me sentindo mais amarga. Como já dizia o Profeta, gentileza gera gentileza. Penso que às vezes as pessoas se sentem sozinhas, esquecidas por Deus e o mundo e procuram algum tipo de carinho, mesmo que seja em estranhos e desconhecidos. Sorrio porque tenho essa ingenuidade de pensar que um simples sorriso poderia acender uma faísca no coração de alguém. Imagino que um sorriso poderia fazer a diferença para uma pessoa. Acho que era isso o que eu procurava. Afeto, afeição. Acredito que estranhos podem fazer mais por nós de vez em quando do que os amigos mais próximos. Aquece-nos a alma saber que alguém lá fora nos percebeu. Quando alguém ergue o olhar para nós na rua, uma partezinha lá dentro de nós grita: “Alguém notou minha presença! Alguém sabe que eu existo!”. Parece ridículo, mas é essa partezinha que nos fazer sentir algo novo, saber que alguém diferente nos notou. Esquecemos de quem ergueu os olhos, desviamos o olhar e seguimos em frente como se nada tivesse acontecido. Porque nada aconteceu mesmo não é?
Na minha rua, todo dia eu vejo um lavador de carros. Aquele homem, que tem apenas um braço por sinal, é uma das pessoas mais gentis que eu já conheci. Passa mulher, ele sorri. Passa homem, ele sorri. Passa criança, ele sorri. Passa cachorro? Ele sorri. É o exímio distribuidor de sorrisos. Tem gente que acha que sorrisos são algo sagrado, que não se pode dar para qualquer um. Tenho certeza de que ele não pensa assim. Sorri para tudo e todos e nunca sentiu falta de algum sorriso que deu. Pelo menos eu acredito que não. Não sei sobre sua vida, não sei muito sobre ele também. Não posso dizer com certeza se ele é sempre feliz ou se só aparenta felicidade. Talvez ele esconda uma perda enorme por debaixo daquele sorriso. Talvez toda aquela alegria seja apenas uma máscara. Não sei e acho que nunca vou descobrir. Só sei de uma coisa: ele sorri. Enquanto caminhava, procurei por ele, mas ele não estava lavando carros naquele final de semana. Ninguém sorriu para mim.
Não sei se teria feito alguma diferença afinal. Talvez tivesse feito meu dia muito melhor, talvez um simples sorriso e uma palavra amiga tivessem feito o esforço de levantar da cama valer a pena. Ou talvez não. Talvez eu nem tivesse notado em meio ao dia cinzento que eu estava tendo. Quem sabe? Não posso assegurar nada, ninguém pode. Mas e se tivesse feito diferença?
Escrevendo esse texto, eu gostaria de pedir uma coisa: sorria. Pode ser agora, pode ser depois também. Amanhã quando sair de casa sorria para alguém, por favor. Se estiver parado no sinal, olhe para o carro ao lado e sorria para o motorista, mesmo que ele não sorria de volta. Se estiver entediado em alguma fila, sorria para a pessoa do seu lado. Sorria para aquele idiota do trabalho, afinal, cada um tem seu motivo para ser idiota. Sabe aquela garota tímida da sala? Então, sorria! Eu sei que parece piegas, mas hoje em dia, com todo mundo tão preocupado em digitar risadas, acabamos nos esquecendo de sorrir de verdade. Eu sei que o seu dia pode estar sendo o pior de todos, mas o dia de outra pessoa também pode estar sendo assim. Você não gostaria que alguém mudasse o seu dia para melhor?
De uma coisa eu tenho certeza, se alguém tivesse sorrido para mim, eu teria sorrido de volta. Não tenha medo de gastar seus sorrisos, porque posso te garantir que eles não são limitados. Acho que tudo o que eu quero dizer com esse texto é o seguinte, sorria para alguém, você nunca sabe quem pode estar precisando.


 Gostou do texto? Não deixe de comentar!

You Might Also Like

0 comentários

recent posts

Like us on Facebook

Twitter