Resenha: Fallen Angels - Cobiça

16:53


J. R. Ward é uma autora excepcional. Li todos os seus livros publicados no Brasil e posso jurar de pé junto: não deixei de gostar de nenhum. Ela é autora da minha série de livros preferida, A Irmandade da Adaga Negra. Fallen Angels me conquistou quase que da mesma maneira. A história é diferente de tudo o que eu já li, envolvente e totalmente fascinante.
O personagem principal é Jim Heron, ex soldado cheio de pecados, mas extremamente bondoso por mais que ele não queira admitir. Exatamente por isso Jim é escolhido para cumprir a missão mais importante de sua vida: salvar sete almas condenadas por cada um dos sete pecados capitais. Como se a missão não fosse difícil o suficiente, ele terá que lutar contra um demônio que quer corromper totalmente as almas que Jim tem que ajudar. E, para piorar ainda mais, ele não terá a menor ideia de quais são as pessoas cujas almas precisam ser “salvas”. Se ele falhar? Bom, imagine o mundo nas mãos de um demônio.
Todos fazemos escolhas e com essas sete almas não é diferente. Uma escolha pode definir o resto de nossos dias. Jim tem que estar no momento exato em que essas almas fazem a escolha de suas vidas e interferir para que elas façam a certa, mesmo nem ele sabendo qual escolha é a correta.

“Sete pecados capitais. Sete almas condenadas por eles. Sete pessoas em uma encruzilhada, com uma escolha que deve ser feita. E somente um homem para salvá-las. Metade anjo, metade demônio.”

O que eu mais gosto nessa série é que os personagens não são como imaginamos e as histórias não são óbvias. Quando pensamos que sabemos quem são essas almas que Jim tem que salvar, algo acontece e nos vemos como ele próprio: perdidos. Os personagens são complexos à sua maneira e podemos nos identificar com alguns deles.
J. R. Ward conseguiu projetar em Jim o personagem ideal para essa missão, mesmo que ele discorde totalmente ao longo da narrativa. No começo ele acha que tudo não passa de um sonho ou que estão lhe pregando uma peça. Ele reage como qualquer um de nós reagiria, com descrença e incredulidade. Como pode alguém como ele, cuja especialidade é a vingança e o pecado seu amigo mais próximo, ser encarregado de uma missão como essa?
O primeiro livro, Cobiça, narra o começo da missão de Jim e conhecemos a primeira alma que precisa ser salva por ele. A primeira história é a de Vin diPietro e Marie-Terese. Ambos com pecados e dívidas que precisam ser pagas.

“Vin diPietro há muito tempo vendeu sua alma para os negócios, e é o melhor em sua profissão – até que o destino interfere na figura de um durão que pilota uma moto Harley e se autoproclama seu salvador. E então ele conhece uma mulher com olhos azuis e um passado sombrio que o faz questionar seu destino, sua prudência e seus sentimentos. Com um antigo demônio pronto para possuí-lo, Vin tem que se unir com um Anjo Caído não apenas para conquistar sua amada... mas, também, para redimir sua alma.”

É frustrante e totalmente viciante ver como Jim erra e acerta ao longo da história e como uma única pessoa pode interferir em nossas vidas de maneira irreversível.
O livro, assim como todos de J. R. Ward, possui cenas fortes, um romance possessivo e totalmente irresistível.
Fallen Angels definitivamente merece o seu tempo e a sua atenção. É uma série que me conquistou logo de cara e que ficou na minha cabeça por um bom tempo.
Cobiça, foi escrito por J. R. Ward e publicado no Brasil pela editora Universo dos Livros.

Classificação: 5/5 estrelas.

A morte faz isso a uma pessoa, pensou Vin. Ela a detém em um lugar no meio das grandes combalhotas e lutas da vida, isolando-a na quietude do silêncio. No momento em que toma posse, muda tudo, mas seu efeito é como o de um carro se chocando contra uma parede – o que está dentro continua avançando por não saber de nada daquela droga toda... e o resultado é p caos absoluto: toda a roupa que a pessoa usou alguma vez se converte em uma espécie de exibição histórica que deve ser eliminada pelos entes mais próximos e queridos... e suas assinaturas de revistas, contas e os lembretes do dentista deixam de ser recebidos na “caixa de entrada” para serem armazenados na “lixeira”... e o lugar onde morava deixa de ser um lar e passa a ser uma casa.
Tudo para... e nada volta a ser o que era antes.


Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Não deixe de comentar!

You Might Also Like

2 comentários

  1. Nossa, preciso encontrar um meio de aumentar meu banner como vc fez haha
    Sua resenha foi ótima, uma das mais bem escritas que já encontrei.
    Eu li o livro, esperava mais dele, por isso não continuei com os outros
    volumes, mas enfim, tá tudo perfeito!

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na hora que estiver escrevendo o post, é só clicar na imagem e escolher a opção "muito grande", ai a imagem se ajusta ao post.
      Muito obrigada por comentar isso, fico feliz que a resenha tenha agradado mesmo você não tendo curtido muito o livro, acho que é isso que conta.
      Muito obrigada por comentar, volte sempre ok? ;)

      Excluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter