Resenha: A verdade sobre nós

16:45


Estava precisando ler um livro mais leve, algo para passar o tempo. No meio de tanta confusão e falta de tempo buscava um bom livro que pudesse tirar minha mente do cotidiano. Apesar da história de “A verdade sobre nós” não ser o tipo que escolho assim de primeira, decidi arriscar justamente por isso. Me surpreendi.

“Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright. Inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente. Uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor. Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona.”

            Tinha uma ideia formada quando comecei a ler o livro e me enganei completamente. Pensei que seria mais um clichê de romance entre aluna e professor e que seria tudo muito fofinho e água com açúcar. Só o modo como a história é narrada já mudou tudo.
            O livro não é narrado em terceira pessoa. A história é toda contada através da personagem principal, Madelyn. Mas não é só isso. O livro é uma carta que ela escreve para Bennet contando sua versão da história deles, explicando seu ponto de vista e demonstrando seus sentimentos mais profundos em relação ao relacionamento deles. O livro conseguiu me prender desde a primeira página justamente por ser um método novo de narrar uma história. É muito comum lermos por aí livros que têm algumas cartas no meio da narrativa ou troca de e-mails, mas eu nunca tinha lido um que é um pedido de desculpas direto para o herói da história.
            Madelyn também me surpreendeu. Tinha em mente que ela seria uma adolescente um pouco imatura e ingênua, mas ela se mostrou o contrário disso. A maneira como ela se comportou com Bennet e lidou com a situação em alguns momentos mostrou que ela realmente parecia mais velha do que realmente era. Em alguns momentos, por outro lado, Madelyn se mostrou inocente. Ela deveria saber que a honestidade é o melhor caminho em um relacionamento e que um relacionamento entre aluna e professor pode ter consequências indesejadas.
            Bennet também foi uma surpresa boa. A maneira inteligente e educada com que ele lidou com a situação me cativou. Ele se provou muito responsável e respeitoso com Madelyn, mesmo não sabendo de sua idade. Mesmo depois disso, penso que ele agiu corretamente. Sempre impondo limites quando necessário, Bennet é um homem gentil e honesto que não merecia ter sido enganado pela garota que ele se apaixonou.
            A história se desenvolveu de maneira bem fácil e rápida. Comecei a ler “A verdade sobre nós” de noite e terminei logo na manhã seguinte. A leitura flui da maneira bem leve e envolvente, uma vez que Madelyn conta a história apenas com os detalhes necessários e relevantes. A história é mais voltada para o ponto de vista de Madelyn do que para a narrativa dos acontecimentos em si. Isso também ajudou a fazer a leitura se desenvolver rapidamente.
            O final me agradou; não foi nada clichê. A autora soube como criar uma expectativa A e escrever um final B que surpreendeu a todos. Gostei de ver a paixão de Madelyn por Bennet até a última página do livro sem se submeter a um linguajar infantil ou recheado de fórmulas prontas. O final fez todo o livro valer a pena apesar de ser surpreendente em vários aspectos – sem spoilers.

            A verdade sobre nós é um livro pequeno (tem pouco menos de 200 páginas), fácil de ser lido, rápido e envolvente. Você vai virar página por página querendo saber o que vai acontecer em seguida com o relacionamento de Madelyn e Bennet. É um livro perfeito para tirar a mente da rotina um pouco e se encantar por uma paixão proibida.  




A verdade sobre nós foi escrito por Amanda Grace e publicado no Brasil pela editora Intrínseca..

            Classificação: 4/5 estrelas.

“Nunca vou entender por que você reparou em mim, com uma garota como aquela sentada a meu lado. Passei a vida toda sendo invisível por causa de garotas assim. Garotas que destilam o tipo de sensualidade que eu não consigo fingir nem em frente ao espelho do banheiro.
Mal talvez o mundo real seja diferente. Não vi o bastante para ter certeza. Com certeza parecia diferente quando estávamos juntos.
[...]
Não sei se foi amor à primeira vista. Você acredita nisso, em amor à primeira vista? Queria ter feito essa pergunta semanas atrás, quando tive oportunidade. Queria ter feito essa pergunta dias atrás, quando estávamos um nos braços do outro.”


Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Não deixe de comentar!

You Might Also Like

8 comentários

  1. Esse livro é uma fofura, sou apaixonada pela capa. Já tinha lido umas coisas sobre ele e a sua resenha só fez reafirmar minha vontade de ler! *-*

    Bj
    http://www.tendadoslivros.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se decidir ler mesmo, não deixa de me contar o que achou, ok? :)

      Excluir
  2. Sua resenha me deixou morrendo de vontade de ler esse livro!!!!
    E sobre o seu blog: to amando! Hahaha

    Bjss
    http://hojeeutodoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MUITO obrigada! Espero que continue visitando sempre e que se identifique com meus posts :)

      Excluir
  3. Olá, não conhecia este livro, mas já anotei para ler futuramente, sempre digo que os melhores livros são aqueles que nos supreendem desde o 1º cápitulo. Muito boa a resenha parabéns, bjus!!!
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Esse livro me deprimiu totalmente, queria tanto uma continuação ou um livro com o Bennet contando, só pra eu saber que mesmo depois de tudo ele continuou a amando. Necessito de continuação HAHAH

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eu estou quase terminando o livro e me perguntando o que acontece com Bennet... que pelo que já imagino não é nada bom. Concordo com a Amanha, TEM que ter uma continuação com a visão dele pra fechar as lacunas!!!

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter