Resenha: Como não ser um babaca

07:58


            Quem já acompanha o blog há algum tempo sabe que eu procuro sempre variar nas minhas escolhas de livros da Intrínseca. Sempre me arrisco com novos estilos e gêneros e procuro apresentar novos livros para quem costuma seguir apenas um padrão. Vale a pena arriscar, fica a dica.
            Dessa vez não foi diferente. Assim que dei uma olhada nos lançamentos da editora foi impossível não ficar curiosa a respeito de um livro específico: Como não ser um babaca.  

“Todos os dias, encontramos pessoas que nos fazem pensar: “caramba, que babaca!” Pode ser o sujeito que furou a fila na nossa frente no banco, ou a dondoca no avião que faz o favor de abaixar o encosto do banco em cima da nossa perna. Na escola, pode ser aquela garota que não para de fofocar durante a aula enquanto você tenta prestar atenção à matéria. E no trabalho, sempre tem um colega que deixa o micro-ondas sujo na cozinha ou afana sanduíches alheios da geladeira. E, às vezes, até mesmo a gente pode cometer gafes e causar uma impressão babaca, seja por desatenção (“Opa, não vi você aí na fila!”) ou por inocência (“Essas músicas são horríveis, né? Ah, desculpa, não sabia que era sua banda favorita!”).
Todo mundo está sujeito a escorregar, e para uma boa convivência em sociedade é essencial que saibamos identificar nossos gestos pouco simpáticos e agir com educação e respeito. E Como não ser um babaca traz inúmeros conselhos e dicas para nos ajudar a fazer isso.
Com exemplos bem-humorados e ilustrações divertidíssimas, Meghan Doherty apresenta diversos cenários em que há potencial para “comportamento babaca”, como no trânsito, em relacionamentos e até na internet, e nos convida a refletir como nossas ações podem afetar os outros.”

            Como não ser um babaca – Guia de etiqueta para o cotidiano é aquele livro para ser lido em poucas horas. É pequeno, com 190 páginas repletas de ilustrações engraçadinhas e diálogos cômicos. Duas palavras definem o livro: divertido e verídico.
            A primeira página começa com um “termo de compromisso de como não ser um babaca” em que é pedido que o leitor escreva seu nome e algumas informações. O livro mantém um diálogo constante com o leitor, parece que, o tempo inteiro, estamos conversando com um amigo, isso faz a leitura fluir ainda mais rápido.  
            Vários desenhos ocupam todas as páginas com balões de diálogo acompanhando as informações. É um livro para várias faixas etárias diferentes. Alguém mais jovem pode se divertir com os conselhos dados pelo livro e uma avó pode marcar uma das páginas e dizer “não falei?”.


            Não sei você, mas estou sempre me deparando com babacas e confesso que quis presentear um monte de gente com algumas páginas desse livro. Parecia que em várias delas eu encontrava um antigo colega de sala esnobe, um vizinho inconveniente, um professor insuportável. Todos babacas catalogados como é dito no final. É um livro impossível de não se identificar. Além de enfatizar vários comportamentos que nos irritam profundamente, também reconhecemos pequenas atitudes que temos e acabamos deixando passar. Esse é um ponto forte do guia, ensina que também podemos ser tremendos babacas de vez em quando.
            Além de ensinar a lidar com os babacas do nosso dia a dia, o livro dá dicas de como não repetir comportamentos que também podem ser irritantes para os outros. É uma via de mão dupla. Não se pode exigir que as pessoas não sejam babacas conosco se formos ignorantes com os outros também.
            Diversos assuntos cotidianos são abordados no livro de maneiras diferentes. Desde como lidar com pessoas com diferentes orientações sexuais e diferentes religiões até como se vestir para uma entrevista de emprego ou como se portar em uma festa. É realmente um guia de etiqueta com dicas divertidas e ilustrações adoráveis. É um livro atual numa época em que as discussões em torno da homossexualidade e diversidade cultural estão cada vez mais em pauta. Aprender um pouco mais sobre tolerância e aceitação nunca é demais, ainda mais se você acha que já sabe de tudo.


            Para os mais tímidos as dicas sobre como começar uma conversa, se aproximar de alguém que você está a fim e manter contato visual são ótimas e muito válidas. O guia também ajuda um pouco a lidar com rejeições e pequenas frustrações pessoais diárias. Para quem está entrando no mercado de trabalho agora ou pretende entrar, são dadas dicas valiosas que serviram muito para mim. Os tópicos falam sobre procurar emprego, preparar-se para o trabalho, como se vestir para trabalhar, como ter atitudes de sucesso, como se portar se você se atrasar, como agir em reuniões e até mesmo como usar corretamente o banheiro do seu ambiente de trabalho. É um livro excelente para ensinar um pouco sobre convivência diária para aquele irmão ou primo que não te deixa em paz e até mesmo a como lidar com esses pequenos irritantes problemas. No capítulo “Em casa” são dadas dicas de convivência e comunicação, comportamentos à mesa e no banheiro, tarefas do lar e até mesmo convivência com os vizinhos.
            Quem dirige sabe o quão estressante o trânsito pode ser. Diariamente encontro babacas atrás de um volante que se acham os donos da rua. Por ser um espaço público, você se depara com todo tipo de gente e nem todo mundo é muito educado. Além de aprender pequenas dicas valiosas de comportamento no trânsito, o guia também mostra como temos atitudes igualmente erradas como os babacas que tanto criticamos. Não só os carros, mas os pedestres também têm que seguir regras que nem todo mundo conhece. Como manter-se à direita, por exemplo. Nem todo mundo sabe dessa regrinha básica e vez ou outra alguns pequenos tumultos começam porque alguém parou bruscamente no meio da rua ou é o único indo no sentido contrário a todas as outras pessoas. São dicas pequenas mas que poupariam minutos de estresse se todo mundo se comportasse dessa maneira.


            Um dos tópicos mais importantes para a nossa geração diz respeito à internet. Como muitos dos pais e responsáveis não vivem essa rotina das redes sociais ou se vivem se limitam aos próprios círculos de amizades, nem todas as dicas dadas por eles são úteis ou verídicas. E não é culpa deles, eles apenas vivem realidades diferentes das nossas. É aí que entra o livro. São conselhos que vão desde postar conteúdo pessoal na internet até publicar comentários da maneira correta. Mesmo que você não seja um troll, é preciso compartilhar seus pensamentos e opiniões de um jeito que não ofenda quem está por trás daquela tela nem que te faça parecer um babaca.
            Como não ser um babaca é um daqueles livros para inúmeras situações. Para deixar espalhado pela casa para visitas e familiares darem uma folheada a se divertirem; para dar de presente para aquele amigo que também odeia alguns comportamentos; para ensinar boas maneiras para aquele irmão irritante ou aquele parente inconveniente; para dar para uma criança que está começando a entrar naquela fase insuportável. É aquele livro que você simplesmente precisa ter em casa. Deveria ser um guia de bolso para todo mundo, nem que seja para ler no ônibus, na fila do banco ou esperando ser atendido. Mesmo que você ache que já sabe de tudo o que está escrito, que não se comporta como um babaca de maneira nenhuma, alguma coisa você vai aprender. Alguns hábitos passam despercebidos mas fazem toda a diferença. É um guia de boas maneiras bem humorado e essencial.


Como não ser um babaca foi escrito por Meghan Doherty e publicado pela editora Intrínseca. 



            Classificação: 4/5 estrelas.



Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Então não seja um babaca e curta esse post ou deixe um comentário ;)

You Might Also Like

20 comentários

  1. Preciso desse livro sim, agora! Fiquei morrendo de vontade, cara. Um guia de etiqueta, pra nunca mais precisar ficar com ódio. Só postar um trechinho :) Magina a felicidade da pessoa? Hahaha ♥

    Beijo Laura, e melhoras da gripss :*

    www.eurenata.com

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é uma gracinha, vale super a pena comprar. Me conta o que achou depois!
    Muito obrigada, estou aqui de cama tentando voltar a ser gente ahaha

    ResponderExcluir
  3. Esse livro deve ser genial. Fiquei com vontade de ter um desse! Provavelmente ficaria com a mesma vontade que você, de sair distribuindo cópias de várias páginas hahaha

    Zona de Conspiração | Facebook da Zona | Canal do Zona

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá vontade mesmo de mandar aquela indireta impressa para as pessoas KKKK Recomendo muito <3

      Excluir
  4. Esse livro parece ser muito bom,preciso dele pra ontem haha'
    Bjus , Bia do http://julietaaocontrarioo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Fiquei morrendo de vontade de ler o livro *-*
    "Ei, eu conheço você de um algum lugar... Dos meus sonhos" ♥
    Amei preciso comprar logo, já ta na minha listinha!

    www.antesdaprimavera.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compra mesmo!! Mas volta aqui e me conta o que achou ;)

      Excluir
  6. Laura, você só indica livro bom aqui no seu blog esse daí já está na minha listinha de compras! Me identifiquei com algumas das coias que você falou na sua resenha, como eu sou uma pessoa tímida muitas vezes é difícil puxar conversa com alguém.
    Bjs e sucesso com o blog!
    http://escritorawhovian.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que é mesmo. Tento indicar só coisa que me agrada KKKK Acho que você vai achar o livro bem diferente e interessante, Bruna :)

      Excluir
  7. Que demais, adorei a ideia do livro e só pelo nome já quero dar de presente para algumas pessoas pra mandar uma indireta, hahah :) E ler também, é claro, porque aposto que sou babaca em muitas situações :P
    Beijão!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só o nome já chama a atenção, né? A gente acaba descobrindo algumas atitudes pequenas que temos mas que pode incomodar muita gente também, vale a pena dar uma lida <3

      Excluir
  8. Adorei a premissa desse livro. O nome chama atenção e a capa também. Eu não conhecia o livro, mas me interessei muito, Laura. Sua resenha me despertou a vontade de ler. :')

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz, esse foi o propósito da resenha, fazer com que mais gente se interesse pelo livro <3

      Excluir
  9. Olá
    Não conhecia esse livro e já virei fã dele !
    Acho que vou comprá-lo para presentear um amigo , ele adora ler livros assim .

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Não conhecia o livro, achei bem interessante!
    Acho que tenho que presentear alguns colegas com ele. HAHAHAHA.
    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me conta a reação deles depois que ganharem o livro, por favor KKKK

      Excluir
  11. Conheci este livro agora é já fiquei fã.
    Quero um!

    ResponderExcluir
  12. Conheci este livro agora é já fiquei fã.
    Quero um!

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter