Resenha: Uma breve história do tempo

15:45

            Desde que assisti ao filme A Teoria de Tudo, fiquei fascinada por Stephen Hawking. A sua história me encantou e me surpreendeu. Eu, que sempre detestei física e exatas em geral, procurei ler mais sobre suas ideias e teorias. Quando vi Uma breve história do tempo, um de seus livros mais conhecidos para o público-geral, no catálogo da Intrínseca, decidi me arriscar.

“Uma das mentes mais geniais do mundo moderno, Stephen Hawking guia o leitor na busca por respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade: Qual a origem do universo? Ele é infinito? E o tempo? Sempre existiu, ou houve um começo e haverá um fim? Existem outras dimensões além das três espaciais? E o que vai acontecer quando tudo terminar?
Com ilustrações criativas e texto lúcido e bem-humorado, Hawking desvenda desde os mistérios da física de partículas até a dinâmica que movimenta centenas de milhões de galáxias por todo o universo. Para o iniciado, Uma breve história do tempo é uma bela representação de conceitos complexos; para o leigo, é um vislumbre dos segredos mais profundos da criação.”

            Uma breve história do tempo não foi escrito para físicos, para pessoas mais acostumadas e especializadas na física teórica. É um livro escrito para leigos – como eu – entenderem um pouco mais a respeito de questões que são discutidas há séculos. Você nunca se perguntou quando começou o tempo? Nunca se interessou pelo começo do universo como o conhecemos? Eu já, bastante.

            Sempre detestei física, quando estava na escola não aguentava nem ouvir falar na matéria que já encolhia inevitavelmente. Exatas não é pra mim. Jurei que assim que acabasse o ensino médio, nunca mais leria nada relacionado à física, matemática ou química. Sempre gostei muito de ler, de estudar sozinha, de pesquisar e saber mais sobre o que me interessava, mas odiava estudar por obrigação. De uns tempos pra cá – principalmente depois de ter assistido ao filme sobre a vida de Stephen Hawking – passei a me interessar muito por questões da física que eu não estudava na escola. Assinar a Superinteressante também contribuiu muito para criar em mim essa nova curiosidade. Quando vi Uma breve história do tempo no catálogo da Intrínseca, não resisti, tinha que tentar ler um livro escrito por uma das mentes mais brilhantes de todos os tempos.

            O livro é extremamente bem escrito, é fácil de entender. E isso, para alguém que mal conseguia estudar matérias mais simples da física, foi maravilhoso. Stephen Hawking desmembra algumas das teorias mais complexas e fundamentais da física moderna de uma maneira incrivelmente compreensível. Hawking conversa com o leitor o tempo inteiro, apresentando respostas para algumas questões fundamentais, brincando com palavras e entretendo à medida em que se passa as páginas. É como se ele escrevesse uma carta a um amigo.
            O livro é dividido em 12 capítulos não muito longos que tentam responder questões como: a origem do universo, como o tempo começou, o que são buracos negros, a possibilidade de viajar no tempo, a teoria da relatividade geral etc. Além dos capítulos sobre as teorias, Stephen também fala brevemente sobre três gênios: Albert Einstein, Galileu Galilei e Isaac Newton, contando um pouco de suas histórias e fazendo alguns comentários. No final do livro temos um glossário, com explicações rápidas dos termos usados que talvez não sejam tão comuns para todos ou que sejam difíceis de guardar tão rapidamente. É bom para ir consultando ao longo da leitura.
            Além da escrita fácil e divertida, o livro ganha pontos pela objetividade. Quem não entende muito do assunto com certeza não tem interesse em ler 70 páginas a respeito de uma teoria mais ou menos complexa. Stephen Hawking sempre faz um breve resumo da teoria que será comentada e explica de forma clara e objetiva; não faz uso de palavras complicadas, termos específicos sem explicação prévia, nem se prende muito a um assunto só. A leitura flui de forma tranquila e as inúmeras imagens e figuras tornam o processo ainda melhor.


            Uma breve história do tempo é um livro curto, com pouco mais de 200 páginas. Apesar do tamanho, não é um livro que precisa ser lido de uma vez mesmo sendo interessante observar a maneira exemplar com a qual Hawking interliga os assuntos de todos os capítulos. É aquele livro para deixar na estante e ler um capítulo a cada poucos dias, ir se deliciando com os pensamentos de uma mente tão brilhante. Não precisa ser lido de uma vez, mas precisa estar na estante ao alcance das mãos.
            Hawking escreve de forma bem-humorada, fazendo piadas e conquistando o leitor mais leigo acerca de assuntos complexos. Não é à toa que Uma breve história do tempo é um dos livros mais vendidos de todos os tempos.
            Meus capítulos favoritos (envolvendo os assuntos que mais me interesso) foram:
1.      Nossa imagem do universo
3.      O universo em expansão
6.      Buracos negros
7.      Buracos negros não são tão negros
8.      A origem e o destino do universo
9.      Buracos de minhoca e viagem no tempo

Uma breve história do tempo é aquele livro que todo mundo deveria ter em casa. Conhecimento é fundamental, ainda mais sobre questões que definem a ciência moderna como a conhecemos e são responsáveis por definir os estudos que transformam o mundo e o que sabemos sobre ele. Se você tem o mínimo de curiosidade a respeito da sua existência, encontrou um professor perfeito.

Uma breve história do tempo foi escrito por Stephen Hawking e publicado pela editora Intrínseca.

            Classificação: 5/5 estrelas.
“Acho que ninguém – nem meus editores, nem meu agente, nem eu mesmo – esperava que o livro fosse tão bem-sucedido. Ele permaneceu na lista dos mais vendidos do Sunday Times londrino por 237 semanas, mais do que qualquer outro livro (aparentemente, a Bíblia e Shakespeare não contam). Já foi traduzido para mais ou menos quarenta idiomas e vendeu cerca de um exemplar para cada 750 homens, mulheres e crianças do planeta. É como Nathan Myhrvold (um antigo pós-doutorando meu) comentou: vendi mais livros sobre física do que a Madonna sobre sexo. ”.


Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Então não esqueça de deixar uma curtida ou um comentário ;)

You Might Also Like

7 comentários

  1. Ainda não li o livro, mas depois do filme fiquei morrendo de vontade de saber mais. Aqui em casa já tem o livro,só preciso achar ele e achar um tempinho. Mas com certeza vale a pena. Esse cara é brilhante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é sensacional, né? Ele é tão bem humorado e explica de um jeito tão fácil que até um livro sobre física fica ótimo <3

      Excluir
  2. Também tive o mesmo sentimento depois que assisti ao filme hehehe. Mas fiquei com receio do livro ser muito complicado e talz, mas agora que vi que é bem tranquilo me interessei bastante. Até porque estou assistindo a série The Flash e como nela as teorias não são tão bem explicadas assim acho que ler o livro vai ser aquela famosa mão na roda também!

    ResponderExcluir
  3. Só esperando esse sorteio... <3 hahahha

    ResponderExcluir
  4. Bom, eu nunca assisti o filme sobre a vida dele, e eu realmente odeio física. Mas acredito que conhecimento nunca é demais, e concordo com você, todo mundo deveria ter um livro como esse em casa, principalmente porque ele parece ser realmente bom

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu cheguei a ler e assistir ao filme A Teoria de Tudo (amei o fato do Eddie ter ganhado o Oscar com esse filme ❤️), e gostei tanto do livro quanto do filme. E, de fato, o Stephen Hawking é um grande gênio! Nunca pensei que um livro escrito por ele poderia ser tão simples assim de entender, pois assim como você eu sempre tive muita dificuldade em física durante o ensino médio.
    Bjs e sucesso com o blog!
    http://escritorawhovian.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Tá na lista dos livros que preciso ler ♥

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter