Resenha: Alerta de risco

08:49


Sempre ouvi falar muito de Neil Gaiman, era um nome que sempre me despertou certo interesse. Quando a intrínseca lançou uma coletânea de contos do autor decidi que era a minha chance de descobrir um pouco mais sobre o trabalho de um grande nome no mercado editorial, além de devorar alguns contos. 

É com palavras assim que Neil Gaiman apresenta “Alerta de risco”, uma rica coletânea de histórias de terror e de fantasmas, ficção científica e conto de fadas, fábula e poesia que exploram o poder da imaginação. Em “História de aventura”, Gaiman pondera sobre a morte e sobre como, ao morrer, as pessoas levam consigo suas histórias. No suspense “Caso de morte e mel”, ele nos presenteia com sua versão do mundo de Sherlock Holmes. Em “A Bela e a Adormecida”, duas conhecidas personagens de contos de fadas têm suas histórias entrelaçadas em uma releitura bastante original. “Hora nenhuma” é um conto muito especial sobre Doctor Who, escrita para o quinquagésimo aniversário da série de tevê, em 2013. E há também um conto escrito exclusivamente para esta coletânea: “Cão negro”, que revisita o mundo de Deuses americanos ao narrar um episódio que envolve Shadow Moon em um bar durante seu retorno aos Estados Unidos. Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, “Alerta de risco” é um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.

Logo de cara achei Neil bem peculiar. A introdução do livro tem quase 30 páginas nas quais o autor se preocupa em conversar diretamente com o leitor. Algo bem interessante é o fato de Neil se preocupar em explicar e contar um pouco sobre a história por trás de cada um dos contos do livro. Ele fala a respeito de inspirações, motivos para ter escrito aquele conto; alguns mais breves, outros mais detalhados. Gostei muito da conversa de Neil, da forma como ele fala aberta e sinceramente com o leitor, com humildade.
Minha parte favorita do livro está no capítulo Um calendário de contos, com 12 contos representando cada um dos meses do ano. Meus favoritos foram: junho, julho, outubro, dezembro com um enfoque especial em junho que mais parece uma crônica cheia de amor <3 Foi uma sacada incrível do autor para escrever um pouquinho sobre cada época do ano, sobre o que cada mês pode transmitir em diferentes realidades, é algo que levei de inspiração com toda certeza. 


No começo da leitura achei que seria uma coletânea de contos de suspense, tanto pela capa quanto pelos primeiros avisos de Neil. Tomando o primeiro conto, Sombreador, como base, pensei que leria um livro completamente diferente. O primeiro conto aborda uma temática com um desfecho bem sobrenatural. Mesmo com Neil comentando na introdução que apenas descobre o tema de seus textos quando vai relê-los na década seguinte, me senti um pouco perdida. Confesso que me decepcionei um pouco com a leitura, mas mais porque me senti um tanto quanto confusa a respeito da proposta do autor. Não foi o fato dos contos não terem um tema em comum, mas sim o fato de serem completamente diferentes. Enquanto alguns geravam certo suspense, outros me entediavam bastante. O livro todo foi marcado por contos que me agradaram bastante e contos que me fizeram ter vontade de passar as páginas. Isso me decepcionou um pouco.
No geral os contos são extremamente inteligentes, cheios de metáforas. Alguns mais parecem crônicas, recheados de críticas e ironias a respeito de alguma realidade ou acontecimento. Neil Gaiman escreve muito bem e isso é visível em seu texto, sua capacidade de compor cenários é fantástica, não é difícil entender porque seu nome é bastante conhecido. Acabei o livro de forma positiva, mesmo perdendo um pouco o ânimo no meio da leitura. É um livro que buscaria na minha estante para reler alguns dos contos, não ele como um todo. Leria sim outra coletânea de Neil, é um exímio escritor com uma imaginação incrível.

Alerta de risco foi escrito por Neil Gaiman e publicado pela editora Intrínseca.

            Classificação: 3/5 estrelas.
“Este livro, assim como a vida, contém elementos capazes de perturbá-los. Aqui você vai encontrar norte e dor, lagrimas e desconforto, violência de todos os tipos, crueldade e até abuso. Há também gentileza de vez em quando, espero. Até um punhado de finais felizes. (Afinal, poucas histórias terminam mal para todos os participantes.) E mais: conheço uma mulher chamada Rocky que tem forte sensibilidade a tentáculos é realmente precisa de alertas para coisas que contenham tentáculos, especialmente tentáculos com ventosas, e que, se encontrar um pedaço inesperado de lula ou polvo, vai se esconder atrás do sofá mais próximo, tremendo. Há um tentáculo imenso em algum lugar nestas páginas.
Muitas das histórias terminam mal para pelo menos um dos envolvidos. Considere-se alertado.”


Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Então não esqueça de deixar uma curtida ou um comentário ;)

You Might Also Like

5 comentários

  1. Já me falaram muito dos livros de Neil Gaiman mas até hoje não tive coragem de ler. Gostei muito desse livro e acho que esse merece ser o primeiro!!!

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que não teve coragem? Acho que vale a pena dar uma lida <3

      Excluir
  2. Oi, Laura!
    Ainda não li Alerta de Risco. Estou curioso. Gostei da sua sinceridade. Um livro do Neil Gaiman que gostei muito foi O Oceano no Fim do Caminho!
    Abraços
    Blog do Ben Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ben! Não conheço outro livro dele, mas já vou anotar esse título pra conhecer também. Muito obrigada pela dica <3

      Excluir
  3. O Oceano no Fim do Caminho e Coraline com certeza são perfeitos, leia! Agora, Gaiman é autor de uma das melhores HQs do universo: Sandman! Neil Gaiman é maravilhoso!! ♥ Quando ler mais faça mais resenhas! Beijos

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter