Resenha: Arranhando as paredes - Rusty nailed

15:24


Quando soube que Arranhando as paredes seria a continuação de um dos meus livros queridinhos, Subindo pelas paredes (wallbanger), fiquei ao mesmo tempo ansiosa e receosa. Nunca pensei que existia uma sequência para a história de Caroline e Simon e tinha medo de me decepcionar. Para minha eterna felicidade, o resultado foi apenas positivo.

“Caroline Reynolds e Simon Parker estão de volta, e não mais separados por uma fina parede... Ao contrário, agora seguem mais juntos, felizes e pelados do que nunca! A Garota do Baby-Doll Cor-de-Rosa e o Trepador de Paredes começam o relacionamento aprendendo a lidar com o trabalho de Simon, que inclui viagens inesquecíveis nas férias de Caroline, mas também longos dias de distância e saudades. As dificuldades, entretanto, não melhoram quando o casal finalmente consegue mais tempo para ficar junto. O medo da monotonia de um relacionamento convencional apavora os dois e acaba transformando o namoro em uma montanha-russa de emoções, com direito a muitas reviravoltas. Enquanto lutam contra a “regra” de que os relacionamentos com o tempo acabam em marasmo, os dois comprovam o maior clichê dos casais: o sexo depois de fazer as pazes é mesmo inacreditavelmente delicioso. Em meio a tudo isso, eles tentam equilibrar as demandas do trabalho, os orgasmos de Caroline, o passado de Simon, a casa de Jillian, as brigas de Sophia e Neil e as tentativas de fuga do gato, Clive. Um pacote de histórias, risadas, tensão e tesão que Alice Clayton preparou especialmente para os leitores que ficaram apaixonados por Subindo pelas Paredes.”

Para ler a primeira resenha que escrevi, clique aqui.

Subindo pelas paredes termina de forma redondinha, parecia aqueles livros únicos, com uma história perfeitamente concluída. Não sabia como Alice Clayton continuaria a história do casal mais engraçado de todos, fiquei com medo de se tornar repetitiva e desconexa. Entretanto, já nas primeiras páginas da continuação, entendi que Arranhando as paredes não seria uma decepção.

Caroline está começando uma nova etapa na sua vida. Ela está mais feliz do que nunca em seu relacionamento com Simon e sua carreira parece estar evoluindo cada vez mais rapidamente. Ao entrar em contato com seu passado, Simon muda algumas de suas atitudes o que balança o equilíbrio nada comum que eles tinham estabelecido. Aos poucos, sem que ela dê muita importância, algo vai começando a brigar dentro de Caroline e pequenas atitudes e momentos do dia a dia podem acabar levando a uma explosão que pode mudar tudo.
Como no primeiro livro, Alice Clayton continua com uma narrativa extremamente divertida e descontraída. A forma comida autora capta a atenção do leitor é muito peculiar. São poucos os livros que conseguem me prender de tal forma ao serem narrados em primeira pessoa em diálogo constante com o leitor. É como se estivéssemos lendo o diário de Caroline, sem filtros. É engraçado, divertido e muito gostoso.


O relacionamento de Caroline e Simon continua algo invejável. É real, com brigas e desentendimentos naturais de qualquer relação, mas descontraído, safado (claro), e adorável. Antes de se tornarem um casal eles eram amigos e isso fica claro mesmo nesse segundo livro. É uma delicia passar as paginas e mergulhar nesse relacionamento.

Os dilemas enfrentados por Caroline em Arranhando as paredes são perfeitamente compreensíveis e pude me identificar com o medo repentino de mudanças e com todo o conflito interno que ela sofre. Caroline é uma personagem bem humana e isso faz com que a leitura seja ainda mais prazerosa, o leitor pode de colocar em cada situação e viver o momento com a protagonista.

Um ponto forte é a personalidade bem mercada da personagem principal. Caroline, mesmo loucamente apaixonada por Simon, não perde sua essência (algo que me incomoda muito em alguns romances) e se esforça para ser uma profissional reconhecida em sua área e tenta seguir os passos de sua admirável chefe e amiga. A relação de Caroline com o trabalho tem fundamental papel em Arranhando as paredes e gostei muito desse lado ter sido explorado pela autora.


Os personagens secundários tornam a história toda mais divertida e seguram bem a narrativa em determinados momentos. As melhores amigas de Caroline Mimi e Sophia, apesar de não serem muito exploradas, são bastante presentes e servem como alívio cômico (se é que precisa de mais). Alice Clayton consegue deixar a narrativa tão gostosa que eu não me importaria em ler algum spin-off com Mimi e Sophia e seus próprios relacionamentos amorosos.


Subindo pelas paredes é um dos queridinhos da minha estante e fiquei extremamente contente por não ter me decepcionado com Arranhando as paredes. Alice Clayton mostra porque está se destacando no mercado editorial ao atender aos pedidos de fãs ávidos por mais, sem perder as características intrínsecas de sua escrita. Não sei se posso dizer que superou o primeiro, mas definitivamente não fica muito para trás. Para os amantes de um bom romance, com muito humor e enredo apaixonante, esses dois volumes de Alice Clayton são a pedida certa, garanto. Mal posso esperar pelas surpresas que a autora guarda para o futuro. Tenho certeza de que qualquer história que ela escrever, se for tão apaixonante quanto a de Caroline e Simon, será incrível.


Arranhando as paredes  foi escrito por Alice Clayton e publicado pela editora Benvirá..


            Classificação: 5/5 estrelas.

“Na véspera de Natal, debaixo de um cobertor quentinho e completamente enroscada em Simon, apreciei a vista da cidade e do luar, que se refletia nas águas do rio.
- Estou feliz que você esteja aqui – ele sussurrou, depois mordiscou a minha orelha.
- Eu sabia que você ia ficar feliz. – Sorri quando a mão dele se insinuou para debaixo da minha blusa.
- Te amo – Simon murmurou com a voz doce como mel.
- Eu te amo mais – respondi, os olhos marejados.
Nova tradição? O tempo dirá...”

Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Então não esqueça de deixar uma curtida ou um comentário ;)

You Might Also Like

7 comentários

  1. Muito boa esta resenha! Fiquei com vontade de ler o livro. Muito interessante <3

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, a história parece ser divertida, espero um dia poder ler!
    http://my1life2in3books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, é um livro muito engraçado e um romance incrível <3

      Excluir
  3. Sabe por que eu detesto ler resenhas? É que me dá vontade de ler mais livros do que consigo kkk O livro parece ser divertido e a protagonista não abre mão de quem ela é, isso também é algo que me encanta. Detesto histórias com personagens que mudam completamente e se deixam levar depois que estão apaixonadas.
    Além de Arranhando as Paredes terei que ler Subindo pelas Paredes. Mais dois para minha interminável lista. 2017 nem começou e eu já prevejo problemas literários AHSUAHS
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Uma resenha bem feita e apelativa! ☺
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi!!

    Não faz muito meu genero de leitura, mesmo eu sabendo que a história [e boa. Obrigada pela sugestão, porém. Serve pra eu presentear amigas agagaga

    bjs

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter