Flor

13:16


Ela pintava com a ponta dos dedos
Dançava com os fios de seu cabelo
Escrevia poemas com seu sorriso
Derrubava muralhas com uma risada
Ela era uma força da natureza
Um desastre maravilhoso e poderoso
Seus detalhes eram sua essência
E cada palavra era uma obra de arte
Ela nem era aquela que todos olhavam
Quando colocava os pés no mundo
Quase invisível ela enchia a rua
Um respiro de vida que soprava com o vento
Ela era flor que desabrochava com a vida
Criava cores e coloria os dias
Ela tinha aquele perfume de sereia
E andava por aí soltando pétalas
Ela era flor e desabrochava todo dia
E todo dia coloria o mundo
De um jeitinho diferente
Você encontra esses e outros poemas no perfil do Nostalgia Cinza no Instagram: @nostalgiacinza.
*Para fins de direitos autorais, declaro que as imagens utilizadas neste post não pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente. Foto: mediamarmalade.

You Might Also Like

6 comentários

  1. Que poeminha mais amor do mundo ♥ amei o final :)
    Saudades Laura :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mafê! Tão bom te ver aqui, volta mais vezes <3

      Excluir
  2. Ai que amor de blog, de poema, de tudo <3
    Amei demais, já estou seguindo.

    Link do blog: http://garotados19.blogspot.com.br/2017/01/menina-aquariana.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna! Fico feliz que tenha gostado! Espero que volte mais vezes <3

      Excluir
  3. Que palavras mais lindas!

    melninas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter