Resenha: Buracos negros

10:48

Desde que li Uma breve história do tempo pela primeira vez, fiquei de olho em todo lançamento que tivesse algo relacionado ao Stephen Hawking. Apesar dos livros tratarem de física teórica e outros assuntos complexos, a forma com que são abordados é extremamente didática e simples de entender. Buracos negros é um dos últimos lançamentos da Intrínseca e trata de um dos assuntos mais interessantes analisados por Stephen Hawking.
Em palestras emblemáticas, o lendário físico discorre sobre as complexidades que cercam um dos mais fascinantes mistérios do universo
Em 2016 Stephen Hawking participou da série de palestras BBC Reith Lectures, promovida pela rede de televisão britânica BBC e transmitida pela rádio BBC 4. A cada ano uma figura proeminente em sua área é convidada a discorrer sobre temas relevantes. Naqueles meses de janeiro e fevereiro, Hawking falou sobre um assunto que há décadas ocupa lugar de destaque em suas pesquisas: os buracos negros.
Em duas exposições memoráveis, um dos maiores gênios da atualidade argumenta que, se pudéssemos compreender como os buracos negros funcionam e como eles desafiam a natureza do espaço e do tempo, seríamos capazes de desvendar os segredos do universo. Insights de toda uma vida são apresentados com a lucidez e a já conhecida verve cômica de Hawking, acrescidos de notas explicativas que situam o leitor nos trechos mais cruciais.
Enquanto a maioria dos especialistas se conforma com o fato de trabalhar com temas praticamente ininteligíveis para o público geral, Stephen Hawking tomou para si o papel de grande paladino da divulgação científica — e nesse pequeno livro, mais uma vez, extrapola todas as expectativas.

FICHA TÉCNICA


Título: Buracos negros

Autor: Stephen Hawking

Ano: 2017

Páginas: 62

Idioma: Português

Editora: Intrínseca

Nota: 4/5





Buracos negros é um livro muito pequeno. Com 62 páginas, é um daqueles livros para ler em uma sentada. Por ter uma linguagem extremamente fácil e didática, é divertido tentar entender alguns dos assuntos que antes pareciam indecifráveis.
O livro contempla duas palestras que Stephen Hawking deu para a BBC Reith Lectures em 2016. Além dos discursos, o livro contém introdução, apêndice e notas ao longo de todo o livro escritos por David Shukman, editor de ciências da BBC News. Como Shukman possui muita experiência em cobrir assuntos científicos e ambientais, o livro fica ainda mais completo. As notas se baseiam em relações com outros cientistas, experimentos que marcaram a história da ciência e explicações ainda mais didáticas sobre termos ou teorias citadas por Hawking.

Dizem que às vezes a realidade é mais estranha que a ficção. Em nenhum lugar isso é mais verdadeiro que no caso dos buracos negros.

É sempre difícil escrever uma resenha sobre um livro que aborda assuntos tão técnicos e complexos para o leitor leigo. Eu que o diga. Exatas nunca foi minha área de interesse, então o fato de ter lido Uma breve história do tempo, O universo numa casca denoz e me interessado por Buracos negros diz muito sobre os livros. Desde que li Uma breve história do tempo, fiquei muito interessada pela temática dos buracos negros e esse livro me ajudou bastante a compreender mais a respeito. Não é um livro referência no assunto, sua simplicidade e tamanho não deixam muito espaço para quem quer se aprofundar muito, mas é uma leitura agradável e esclarecedora.
As explicações são completas e fáceis para qualquer leitor que esteja interessado em aprender um pouco mais sobre os buracos negros. É uma leitura essencial para qualquer um que tenha interesse em aprender um pouco mais sobre o universo que vive e temas que intrigam os maiores cientistas do mundo.
Stephen Hawking é um dos cientistas mais conhecidos e adorados do mundo e, por seu senso de humor mostrado nos livros, fica fácil entender o porquê. Buracos negros é uma leitura rápida, interessante e única para todos os curiosos de plantão.

Tudo sobre Stephen Hawking é fascinante: a provação de um gênio preso em um corpo enfermo; o leve sorriso iluminado o rosto em que apenas um músculo se mexe; a voz robótica inconfundível que nos convida a partilhar do júbilo da descoberta conforme sua mente perambula pelos recantos mais estranhos do universo. Contra todas as possibilidades, essa figura notável transcendeu as fronteiras comuns da ciência. Seu livro Uma breve história do tempo vendeu surpreendentes 10 milhões de exemplares em todo o mundo. Participações em famosas séries de comédia na TV, convites para a Casa Branca e um aclamado filme sobre a vida de Hawking ratificaram sua condição de celebridade. Ele se tornou nada menos que o cientista mais famoso do mundo.”

Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Então não esqueça de deixar uma curtida ou um comentário ;)

You Might Also Like

3 comentários

  1. Acho os buracos negros um dos maiores mistérios da humanidade. Fiquei curiosa e um tanto quanto contente por saber que, YAY, a leitura tem linguagem ok (eu odiava essas coisas na escola).


    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mafê! Fico muito feliz em te ver aqui. Também odiava essas matérias na escola, por isso me surpreendo cada vez mais quando devoro esses livros <3

      Excluir
  2. Olá Laura tudo bem, esse seu blog é muito bom. Minha opinião sincera ... não acredito na possibilidade da existência de buracos negros e coisas do tipo, para mim é tudo fruto da imaginação fertilizada do homem, mas a leitura sempre ativa nossa mente para novas possibilidades. Bjs

    ResponderExcluir

recent posts

Like us on Facebook

Twitter