Resenha: Casos de família

15:31


Ilana Casoy me ganhou quando li o box com seus livros Serial Killers: Louco ou cruel e Serial Killers: Made in Brazil. Ilana é criminóloga e escritora e consegue como ninguém entrar na mente de assassinos icônicos e desvendar crimes que chocam até os mais frios leitores. Sua forma entrar na mente de criminosos e apresentá-los aos leitores é arrepiante e surpreendente.
Em Casos de família Ilana apresenta os bastidores de dois dos casos mais polêmicos do país e mostra porque é uma escritora cada vez mais aclamada e querida pelos leitores brasileiros.

“O assassinato do casal Richthofen e de Isabella Nardoni foram reunidos em um só livro e trazem novos detalhes observados por quem estava nos bastidores. A criminóloga Ilana Casoy, em CASOS DE FAMÍLIA: ARQUIVOS RICHTHOFEN E ARQUIVOS NARDONI, abre pela primeira vez seus cadernos de anotações utilizados durante a pesquisa na Polícia Civil, Científica e Ministério Público dos dois crimes, tudo isso com a qualidade quase psicopata de edição, uma marca registrada de todos os títulos da DarkSide® Books.”


FICHA TÉCNICA 

Título: Casos de Família: Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni
Autora: Ilana Casoy
Ano: 2017
Páginas: 528
Idioma: Português
Editora: Darkside
Nota: 5/5
Compre: Amazon / Saraiva


Casos de família é dividido em dois livros, cada um envolvendo dois dos crimes mais conhecidos do país: o assassinato dos pais de Suzane von Richthofen a mando da própria filha e o assassinato da pequena Isabella pelas mãos do pai e da madrasta.

Em “O quinto mandamento”, livro que explora os Arquivos Richthofen, Ilana começa com uma narrativa do crime como se estivesse contando uma história de ficção. É uma narrativa em terceira pessoa que puxa o leitor para dentro do fatídico evento que culminou na morte de Manfred e Marísia, pais de Suzane von Richthofen. Desde a primeira página, a forma como Ilana narra o assassinato tramado por Suzane, seu namorado e seu cunhado, faz com que seja impossível tirar os olhos do papel.

A partir da narrativa envolvente, Ilana passa a contar o caso do ponto de vista das investigações que, desde o primeiro momento, acharam o caso intrigante e arrepiante. É curioso ver como Suzane praticamente não demonstra emoções quando é “informada” da morte de seus pais e como seu comportamento suspeito e frio permanece durante todo o processo, desde o assassinato até o julgamento e condenação.

Ilana teve acesso aos bastidores da investigação e compartilha com o leitor todos os dados, depoimentos e fatos oficias de uma forma que nunca tive acesso antes. Mesmo termos jurídicos e/ou ligados à perícia são explicados de forma didática e em nenhum momento tornam a leitura maçante ou densa.

“Comecei a acompanhar o caso Richthofen quase por acaso. Por coincidência, havia acabado de adquirir um livro sobre crimes de família e pensei que seria uma ótima oportunidade para estudar o assunto observando de perto o desenrolar dos fatos. Jamais imaginei que seria tão pressionada pelos meus leitores para publicar essa história em meio a tantas outras que acompanho.”



Em “Arquivos Nardoni”, Ilana reconta o crime que chocou o Brasil de um ponto de vista mais voltado para o direito. Ao contrário do que fez em “Arquivos Richthofen”, em que Ilana conta os fatos de acordo com o que acompanhou das investigações policiais, nesse ela coloca o leitor dentro do julgamento que condenou Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá pela morte da pequena Isabella.

Ilana pôde acompanhar todos os dias no tribunal e conta de forma extremamente completa tudo o que viu, ouviu e percebeu. Ela descreve as reações dos réus ao longo de depoimentos de testemunhas e especialistas, faz observações dignas de quem entende do que está falando e procura mostrar tudo de forma justa e imparcial.

“Arquivos Nardoni” é um livro riquíssimo tanto para interessados em um dos casos mais marcantes dos últimos anos quanto para estudantes de direito e entusiastas do tema.


“A cada página lida, mais intrigada eu ficava. Leio um inquérito ou processo como quem monta um quebra-cabeça, juntando as peças, fazendo anotações, procurando bordas que combinam ou não, analisando cada comportamento das pessoas e dos profissionais envolvidos; acusados negavam com veemência a autoria do crime. Apesar de todas as incongruências. Apesar de não se comportarem exatamente como incoerentes, uma vez que desde o primeiro dia eram orientados por advogados. Apesar das contradições.”


Ilana Casoy escreveu ambos os livros com base em suas anotações pessoais dos casos. A riqueza de detalhes é impressionante, assim como as declarações e depoimentos completos de testemunhas, especialistas e advogados que lidaram com os assassinatos. As anotações foram feitas no calor do momento e é um privilégio poder ter acesso a informações tão ricas em detalhes que muitas vezes não chegaram a ser divulgados na mídia. Não são reproduções de fatos noticiados, são dados e observações obtidos por quem esteve presente no desenrolar dos acontecimentos.

Casos de família é um livro perfeito para aqueles leitores ávidos por crimes polêmicos e investigações policiais. Mais uma vez Ilana Casoy surpreende com sua narrativa envolvente, sua riqueza de detalhes e escrita acessível e didática. Uma leitura arrepiante e sensacional.

Se você gostou da resenha e quer conhecer outro livro sensacional da Ilana Casoy, venha conferir a resenha do box de Arquivos Serial Killers.

“Casos de Família me dá a oportunidade de compartilhar com os leitores meus cadernos pessoais de anotações enquanto eu “vivia” estes trabalhos, e que eram inéditos até o momento. Algumas coisas foram escritas no calor dos acontecimentos, com a emoção exacerbada e sem censura. Outras, escrevi no silêncio profunda da minha concentração debruçada nos autos do processo, tentando montar o terrível quebra-cabeça que estava à minha frente.
[…]
A maturidade e o saber trazem a possibilidade de mostrar os bastidores de mim mesma. Bem-vindos ao meu mundo particular.”

Gostou da resenha? Já leu o livro ou ficou com vontade de ler? Então não esqueça de deixar uma curtida ou um comentário ;)

You Might Also Like

0 comentários

recent posts

Like us on Facebook

Twitter